19/05/2017

A vida da mulher moderna


Hoje o dia foi daqueles, e na vinda do trabalho pra casa João Bernardo queria pular da moto, jogou a mochila no asfalto e ainda tentou tirar o capacete, tudo isso numa avenida movimentada e de mão única, com a moto em movimento! 

Nem preciso dizer como foi complicado dar a volta pra pegar a mochila e andar mais uns dois quilômetros pra chegar em casa, tudo isso em meio a gritos de uma mãe tentando fazer o filho ficar quieto e gritos do filho dando birra com a mãe.

Daí quando abri o portão vi meu vaso de plantas jogado no chão da área e terra preta espalhada pra todo lado. Minha plantinha morta! Terra preta pra todo lado!! Suspirei fundo e abri a porta da sala, não tinha um milimetro no chão que não houvesse migalhas de pão e/ou de bolacha, muitas migalhas.

Roupa suja, sapatos, milhões de brinquedos espalhados. O dia foi muito cansativo no trabalho, mas quem disse que eu terminei o trabalho?!! Tenho minha casa pra arrumar, muita louça suja pra lavar, milhões de migalhas pra varrer e duas crianças pequenas com fome me pedindo mais pão!!

Malditas migalhas!!

Fui varrer o chão e comecei a pensar sobre essa vida de mulher moderna e como é complicado e como a gente sofre, não que as mulheres de antigamente não sofressem, mas era um sofrimento diferente e não sei se quero comparar um sofrimento com o outro, mas pensando nessa vida que levamos agora e na que minha vó levava nos tempos dela acho que realmente nacemos pra sofrer!!

Parece obvia a minha conclusão, mas além de todas as opressões que já sofremos, só pelo fato de ser mulher, ainda temos que lidar com essas jornadas de trabalho de 24 horas, onde quase nunca temos descanso. Aí eu me pergunto o que fizemos para merecer isso?

Nunca me intitulei feminista e nem quero que esse post seja mais um post de uma feminista, eu só quero desabafar mesmo. Eu estou aqui varrendo a sala e quando cheguei perto do computador resolvi parar e escrever tudo isso enquanto ainda lembro, estou morta de cansada e não tenho uma panela limpa pra fazer o jantar e seu EU não lavar ninguém mais vai lavar e não teremos jantar!

É um saco!!!!!! Quando eu era mais nova e sofria com a menstruação eu costumava dizer que todo esse sofrimento que nós mulheres passamos era culpa da Eva, aquela de Adão e Eva, da Bíblia sabe? Eva foi quem tramou tudo pra trair a confiança de Deus, só pode que todas nós, filhas de Eva, estamos pagando pelo pecado dessa vaca até hoje e vamos continuar pagando até o fim dos tempos!!

Essa explicação é ridícula, eu sei, ainda mais quando penso em todo o processo de evolução da especie humana, que nos levaram a ser quem somos hoje. Pela parte científica da coisa sabe?!! Sei lá, só queria uma explicação, de Deus ou da ciência, do porquê que nós mulheres, modernas ou não, nascemos pra sofrer?

João Bernardo tá aqui todo mijado me pedindo suco, Duda está no celular, parecendo um zombie jogando um tal de minicraft, ninguém me obedece, ninguém me ouve, mas se "virarem" marginais, gays ou prostituta a culpa é de quem? Da mãe, a mãe que não cuida direito, a mãe que não limpa a casa todo dia, a mãe que trabalha 8 horas por dia e deixa eles sozinhos pra fazer hora extra, a maldita mãe que por acaso é sempre uma maldita mulher!!

Eu só queria saber o porquê? Porquê tem que ser assim? Aff tô revoltada hoje gente, me desculpem pelo desabafo e se você se sente assim como eu, saiba que #tamojuntas !! 

Ps: eu estava quase publicando esse post com uma foto bonitinha do Pexels, mas resolvi xocar vocês com uma foto real da minha sala! Eu to varrendo gente, estava bem pior antes de eu começar esse post!!!

4 comentários so far

  1. É meio que revoltante mesmo né? Mas me pergunto se somos assim tão modernas mesmo!! Afinal, nossas avós, "só" tinham que manter a casa e os maridos tinha que sustentar. Daí nossa geração quis ser moderna e a mulher evolui, mas deixou o homem agindo da mesma maneira, não é mesmo? Eu,sinceramente antes de que o relacionamento chegue em um pé de relacionamento de verdade (já estou no segundo casamento), dito minhas regras de mulher moderna hahaha...vai morar comigo?? Divisão de tarefas. Lá em casa é assim, afinal ele mora lá não é mesmo? Eu faço a janta ele lava a louça, eu lavo a roupa ele pendura e nossas camisas do uniforme ele que passa...e assim seguimos enfrente. Infelizmente essa falsa modernidade que vivemos é só culpa nossa mesmo (na minha opinião). Eu não tenho filhos e não pretendo tê-los, mas se tivesse, sendo menino ou menina ia aprender desde cedo a ajudar em casa e que não tem essa de serviço de mulher e de homem. Quem sabe assim criamos crianças melhores para as futuras mulheres. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Cilene, sai de um relacionamento onde eu me sentia quase que uma empregada doméstica, e é insuportável uma relação assim, mas o que eu fazia pra mudar isso? Tinha algumas brigas onde eu falava sobre esse comportamento, mas acho que foi a criação dele sabe? Temos que educar nossos filhos de forma diferente. Vou refletir muito sobre seu comentário.
      Obrigada!!

      Excluir
  2. Esse desabafo é feminista sim senhora!!!!!!!!
    E o pai dessas crianças?
    Você fez sozinha?
    Sou mãe solo e meu filho logo completa 14 anos, tudo sempre foi mais difícil para mim do que para o pai dele. Tive que ralar muito mais para ter o que tenho hoje e isso tudo chegando meia noite da faculdade com o meu filho acordado me esperando para dar atenção, e ainda lavar a louça, olhar mochila, ver bilhetes e etc...
    Faz 3 anos que moramos sozinhos e a minha rotina é igual a sua, trabalhar, fazer os leva/busca, mercado, comida, limpar a casa, lavar roupa...e tudo mais!
    Estou exausta, totalmente, cheguei no meu limite! Como já disse aqui terminei um relacionamento de 11 anos e com um filho adolescente a coisa está que só pesa cada vez mais...
    Faço terapia já tem 1 ano e meio e acabei indo para o psiquiatra, comecei uma medicação para prevenir a depressão.
    Já passei por muita barra tensa, mas acho que o acumulo e o desgaste estão deixando essa mais difícil!
    Beijos e muita força

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paula, que bom te ver aqui de novo.
      A vida é realmente complicada né, nós doamos o nosso tempo e disposição até o limite pra manter tudo em ordem e isso é tão cansativo que nos leva ao limite. Eu mesma já tive que tomar remedios tb, mas parei por conta própria alegando (pra mim mesma inclusive) que eles deixavam meu raciocínio mais lento, acho que deixava mesmo, mas acho que era pra isso que foram receitados, pra eu desacelerar.
      Não dou conta da rotina e as vezes da vontade de fugir, mas como boas mães que somos seguimos firme e forte né rsrsrs
      Boa sorte pra nós e muita força pra nós tb.
      Bjim

      Excluir

Olá seja bem vinda aos comentários do blog Depois que você se foi.
Fique a vontade para comentar, então deixe abaixo a sua opinião sincera sobre esse post.
Volte sempre!

Depois que você se foi © . Todos os Direitos Reservados - Por: Gardenya Barbosa.