13/04/2016

Não mude o look, mude o sapato!

image

Depois do fim do meu segundo Armário Cápsula e esse começo de AC anual, tenho aprendido muitas coisas sobre como fazer o mesmo look parecer diferente, e uma das melhores coisas que aprendi, com certeza, foi aproveitar melhor os acessórios e os meus sapatos!

Não sei se vocês sabem, mas eu fiz um projeto chamado Um Ano Sem Sapatos, e fiquei de março de 2015 à março de 2016 sem comprar nem um calçado novo, nem uma chinela havaiana se quer, nadica de nada, nem uma rasteirinha de feira de dez reais! Nada mesmo! #tenso

Confesso que não foi fácil, fiquei sem chinelo de dedo, pois todos arrebentaram, meus sapatos preferidos estragaram e eu tive que usar os que restou, mas em compensação usei até acabar TODOS os meus sapatos, economizei uma grana e ainda por cima repensei a forma como eu consumia compulsivamente sapatos. Sabe quando cai a ficha e você descobre que pode sim, viver sem esse tanto de sapatos? Pois é, a minha caiu eu me senti uma idiota por gastar tanto com uma coisa tão fútil e DESNECESSÁRIA!

Estou numa fase linda da minha desintoxicação de compras, tenho investido em coisas melhores, em produtos que sempre quis ter (como meus óculos da Ray Ban), estou até investindo uma grana que tem "sobrado" e acho que esse ano tem tudo pra dar certo financeiramente falando. #oremos

Sem mais delongas, o post de hoje é só para mostrar pra vocês como o sapato tem o poder de mudar o look totalmente. A gente sempre acha que pra diversificar na hora de se vestir tem que ter muitas roupas diferentes, e acaba ficando com aquela conhecida sensação de "não tenho roupa" sempre que vai se vestir, mas esquece que o sapato também compõe o look, então uma calça simples, com uma blusa branca, pode passar várias imagens diferentes dependendo do sapato que você usa! Se liga nos looks:

image

Sandália Zaxy, Sapato Beira Rio e sapatilha Piccadilly

Todos os três look são usáveis e eu gosto bastante dos três, mas cada um passa uma imagem, notem a diferença entre o look com sapatilha e o com salto, fala se salto não é a coisa mais "cara da riqueza" que existe?! Até a postura da gente muda, uma pena que seja tão chato de se usar né!

Com a rasteirinha fiquei com cara de domingo, cara de quem não tem nada importante pra fazer hoje, pelo menos EU me vejo assim, fico me vigiando pra não ir com minhas rasteirinhas pro trabalho, dá vontade, mas não é essa imagem que quero e preciso passar.

Meu projeto de ficar um ano sem comprar sapatos acabou em março e eu já comecei outro em abril, nesses trinta dias em que pude comprar alguns pares, aproveitei para renovar alguns itens que acho essencial na minha vida, mas que por causa do projeto já tinha ficado sem, como essa sapatilha preta de bico fino, acho super essencial, uso sempre que preciso ficar arrumadinha, mas não tô com saco pra saltão. Ao todo comprei seis pares de sapatos novos que irão se juntar aos que ainda tenho e serão usados durante um ano. Um ano sem nada novo, um ano sem sapatos novos, projeto nível hard, mas nem um pouco impossível.

Definitivamente esse conceito de vida minimalista tem se enraizado aos poucos na minha cabeça, tomara que fique aqui pra sempre! Meu objetivo e controlar o consumo em tudo na minha vida, com fé em Deus eu chego lá. Boa Sorte pra nós, né!

Gardenya

4 comentários so far

  1. Menina, adorei o post! E mais ainda sua determinação em passar 1 ano sem comprar um sapato sequer. Parabéns!!

    www.gotasdetudo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Carine, olha um ano sem sapato tem seus altos e baixos, mas no fim a gente percebe que é super fácil e que nem precisa gastar tanto assim pra viver, é um ótimo projeto.
      Bjim

      Excluir
  2. Amei o Post!!Bjoos>♥<

    http://garotadeeestiloo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. QUe bom que gostou Angelita, fico muito feliz em saber.
      Bjim

      Excluir

Olá seja bem vinda aos comentários do blog Depois que você se foi.
Fique a vontade para comentar, então deixe abaixo a sua opinião sincera sobre esse post.
Volte sempre!

Depois que você se foi © . Todos os Direitos Reservados - Por: Gardenya Barbosa.