10/07/2015

{Armário Capsula} Dando um tchau pra futilidade!

image

No último post sobre meu armário capsula eu disse que havia aumentado minha quantidade de peças para 40, sendo somente 3 peças a mais do que o que eu pretendia (37 peças), porém ontem a noite, deitei sem estar com sono e fiquei pensando na vida, em como tenho sido fútil ultimamente, em como tenho desperdiçado meu dinheiro com porcarias, aff deu raiva de mim mesma.

Tem milhões de pessoas que vivem uma vida inteira com bem menos roupa que isso e eu aqui achando que 37 peças de roupa é pouco, pra passar 3 meses. Tem outros milhões/bilhões de pessoas que não tem nem o que comer e eu aqui pagando parcela de uma porcaria de vídeo game que a Duda usou por apenas uma semana e já jogou pro lado.

Precisamos de mais armários capsula nas nossas vidas, tenho móveis demais, vasilhas demais, tapetes demais, brinquedos demais, os meus filhos tem sapatos demais, roupas demais é tudo demais pra uma família só, e olha que não somos ricos, com um pouco de sorte somos classe média, tenho dívidas pra ter esse tanto de coisa desnecessária.

Esse projeto foi uma das melhores coisas que fiz nesse ano de 2015, com ele minha visão de mundo tem aumentado, estou com planos de me desfazer de muita coisa lá em casa, minha primeira meta e limpar minha alma, quero tirar de mim essa compulsão por comprar, quero fazer um “armário capsula” pra cada pessoa da minha casa e para cada cômodo da minha casa, vou encapsular tudo!!

A primeira coisa que ou fazer é me desfazer de tudo que não preciso, vou doar ou vender tudo que esta encaixotado nos cantos da casa. Vou doar os brinquedos, vou jogar fora alguns móveis, vou limpar as gavetas e desapegar de todos os chaveiros e brincos sem par, que eu guardo a anos! Chega de entulhar coisas.

Tenho dito que no dia que tirei todas as minhas roupas do armário, e fui separando em montes, as que iam ficar, as doações e as vendas, foi um dia libertador, foi mágico, foi lindo, quando tudo que eu tinha pra vestir coube numa única porta do guarda-roupas me senti uns 10 kg mais magra. Quero sentir mais dessa liberdade e dessa “magreza” com a casa toda, com minha vida toda.

De hoje em diante vou fazer do Menos, o Mais da minha vida! Prometo!!

GSR

6 comentários so far

  1. Ótima reflexão! Aproveitei o período de gravidez e me desfiz de muitas coisas. Roupas, papeis velhos, lembranças de outrora... Não sei como será meu armário após a gestação, já que tenho poucas peças e de todas as estações, mas me sinto bem leve e pronta para comprar apenas o que poderá ser usado de forma consciente. Doar roupas é tao bom, vc sente uma leveza na alma tao grande!
    www.segredosdageovanna.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Geovanna minha linda, estou lendo compulsivamente seu blog, me identifiquei demais viu, amei.
      Eu tive um filho recentemente e como engordei muitoooo, estou té hoje com problemas com as roupas, tive que usar as de grávida nos primeiros 3 meses do pós parto e isso me deixou muito depressiva, mas agora aos poucos estou voltando ao normal e meu armário capsula esta me trazendo de volta a sanidade hahahaha
      Bem vinda e volte sempre sua linda!

      Excluir
  2. Que post lindo, viu Gardênia! Ás vezes a gente tem tanta coisa, que perde a essência, e não dá mais importância pra mais nada. Quando a gente percebe o que é realmente importante, e quanta gente não tem nem isso, vemos quanta sorte a gente tem.

    Bjus, Na Casa de Pandora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poline, vc disse tudo, acho que é isso mesmo, perdi a essência, estou tendo um choque de realidade e estou voltando a pesar o que realmente importa e descartar o resto.
      Sorte pra nóis nega! Bejuu

      Excluir
  3. Respostas
    1. Juliaaa que honra ter um cometário seu aqui, sigo você desde que tinha apenas uns 5 mil seguidores hahaha, pera aí que vou tirar um print da tela e mostrar pra minha mãe oO
      Bejoooo

      Excluir

Olá seja bem vinda aos comentários do blog Depois que você se foi.
Fique a vontade para comentar, então deixe abaixo a sua opinião sincera sobre esse post.
Volte sempre!

Depois que você se foi © . Todos os Direitos Reservados - Por: Gardenya Barbosa.