04/04/2013

25 é quase 50.

image

Cheguei á essa louca conclusão, 25 é quase 50, e eu já faço 25 anos neste ano, meu Deus como eu tô velha, parece exagero eu falar isso, principalmente pra quem tem mais que 25, mas eu passei minha adolescência quase toda tentando parecer alguém mais velha, não falo da aparência, mas das atitudes.

Me casei com 16 anos, e NÃO, eu não estava grávida, me casei por livre e espontânea vontade, meu marido é 10 anos mais velho que eu, então eu tinha que me encaixar no seu mundo, assim como ele no meu, no começo eu o arrastei para festas e baladas, mas logo senti a necessidade de ser do mundo dele, mais do que ele ser do meu, então eu tinha que parecer ser mais madura do que eu realmente era.

Eu não me permitia errar, eu tinha 16 e agia como uma mulher de 30, claro que em alguns momentos a minha total falta de experiência de vida me derrubava, mas como minha mãe diz eu era velha demais pra minha idade. Agora que tenho 25, não ligo mais pra essas coisas, não quero parecer mais velha, nem mais experiente, só quero ser eu mesma, mas recentemente cheguei a uma triste conclusão, agora que não ligo em parecer mais velha, estou tendo umas atitudes meio adolescentes, como se os erros que eu não cometi quando era a hora de cometer estivessem aparecendo agora, logo agora que eu realmente sou uma adulta.

Não são erros banais, mas estão me incomodando, um deles é o meu Facebook, em diversas vezes escrevi coisas sem pensar que me renderam consequências, mas lá é SÓ o Facebook certo?  Errado!!! Quando se tem 25 anos nada, nem mesmo uma rede social idiota, passa despercebida, tudo tem consequências, toda opinião mal interpretada ou mal expressada rende uma boa dor de cabeça.

Se eu tivesse 16 talvez não fosse assim, porque seria apenas uma criança falando, mas meu tempo de cometer esses erros passou, meu tempo de menor de idade intocável já era, e o velho ditado de que toda ação gera uma reação se transformou em toda ação geral uma consequência. O que posso fazer? Nada!!! Só seguir em frente e continuar aprendendo com meus erros, continuar mudando, mas mudando pra melhor.

Por isso resolvi fazer um propósito, quero ser um viciado em reabilitação, vou ficar um mês inteiro sem abrir meu Facebook, ao final desse mês, tenho certeza que meu hábito de estar sempre logada e postando tudo que faço ou penso nessa rede social irá ter diminuído bastante. Não vai ser uma coisa fácil porque meu vício vem desde o Orkut, mas é um propósito e eu vou cumprir.

Continuarei com meu Instagram e meu Tumblr, talvez até com meu Twitter, só porque preciso de pontos no meu Tim Beta, mas não vou entrar, nem responder, nem postar nada no meu Face, se aparecer alguma postagem por lá é por causa dos Feeds automáticos que publicam lá tudo que posto nas minhas outras redes sociais, preciso realmente me desintoxicar.

Será que consigo?

11 comentários so far

  1. Eu acredito em vc! Força que vc consegue!

    oblogdafenixx.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai obrigada vi, já tem 2 dias e eu realmente estou sentindo falta, mas minha força de vontade é bem maior que isso.
      bjão

      Excluir
  2. Oi Gardenya, tudo bem? Olha eu de novo por aqui. rs Eu tenho 20 anos e sei o quanto um simples post numa rede social pode gerar reações e conseqüências inesperadas. Também sempre fui viciada em estar logada no facebook, até que tive essa mesma missão que você e consegui ficar UM MÊS e de brinde 5 dias sem entrar no face, isso foi em maio do ano passado, muitos perguntaram o que houve, se eu tinha adoecido e tals. Resumindo, hoje quase um ano depois digo que não me vejo na necessidade de ficar no face, entro e vejo as atualizações, mas não vejo mais tanta empolgação em ficar logada. Bjs e vai te fazer muito bem ficar um mês sem face, fez a mim e acredito que fará a você também. Boa Sorte

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Tabatta que bom ter ver por aqui de novo, fiquei curiosa em saber o que aconteceu com vc, não sei se sua história é parecida com a minha em relação a ter consequencias com o que se escreveu no face, será que vc pode contar pra mim o que foi? Pode ser por e-mail mesmo (cgardenya@mail.com) me conta a sua que eu conto a minha pode ser? rsrsrs
      bjão

      Excluir
    2. mandei no seu e-mail :)

      Excluir
    3. Uai num chegou ainda não, o e-mail é cgardenya@mail.com confere ai.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. OI gardenya olha eu de novo por aqui,bom minha história de vida é quase parecida com a tua ...me casei com 18 anos , meu esposo é 15 anos mais velho que eu hj fazem 5 anos de casados, tive que me adaptar ao mundo dele e assim como vc sempre fui uma guria jovem mais com responsabilidades e planos de alguem mais velha...só que diferente de vc ... no começo eu não soube assossiar casamento idade e responsabilidade ... FIQUEI MUITO DOENTE ... sentia ou melhor estava com uma doença chamada transtorno bipolar, eu sentia um ciumes doentiu do meu marido e não podia ficar sosinha só chorava, e tentei por duas vezes suicidio... em dezembro de 2009 fui internada em clinica psquiatrica... foram 17 dias de plena solidão e abandono, eu vivi o e vi o inferno lá dentro, passei por coisas que não desejaria nem para o meu pior inimigo, sofri muito e muito quando sai de lá PASSEI O NATAL LA DENTRO ... quando sai de la um dia antes do ano novo, sai outra pessoa , me tratei depois da alta por 1 ano com anti depressivos e tratamento psciquiatrico e pscicologico, dai resolvi engravidar parei com todo o tratamento para poder engravidar , engravidei tive meu filho e vim a loucura novamente por 2 vezes quase matei meu bebe... dai para me desestressar passei a usara a internet o facebook para desabafar e isso acarretou grandes consequencias ... tudo que eu postava era motivo de chacota criticas e brincadeiras maudosas... é a vida não é facil não... eu não to curada, pq muitas vezes penso em dar um fim na minha vida, que maravilhosa graças a deus , mas tem uma força maior que me empurra e me faz pensar isso... mas quando eu penso isso , vem meu filho que precisa de mim, vem as pessoas que me amam e que irão sofrer, e a internet virou meu passa tampo , mas hj penso duas vezes antes de postar algo... pq depois as consequencias são grandes.. bjus e fique com DEUS...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uauu que história de vida em Luana, dá um livro, o que posso te dizer, acho que nada que já não te disseram antes né, pra vc ser forte e seguir lutando porque a vida é essa bosta toda mesmo, só te falo uma coisa, vamos usar nossas experiencias para não deixar nossos filhos cometer a mesma burrice que a gente, sabe não culpo meu casamento pelas merdas que vivo hoje, mas sei que se não tivesse me casado tão cedo, se minha mãe tivesse me tirado daqui e me levado pra outra cidade pra fazer faculdade, quem sabe eu teria vivido minha adolescência no tempo certo, teria sido alguém melhor, ou não né vai saber, só sei que não quero isso pra Duda, vou fazer o que eu puder para não deixar ela ser nem perto do que fui, ela vai muito melhor que eu. E vc tá certa em pensar no seu filho sempre que chega perto do abismo, porque ele é pequeno, ele é inocente, e por enquanto ele ainda precisa de vc, se agarre nele com força, veja ele como sua salvação, sua cura. Desejo tudo de bom pra vc viu!!! Fica com Deus Bjãoo

      Excluir
  5. Respostas
    1. agora chegou! Já li e já te respondi!!

      Excluir

Olá seja bem vinda aos comentários do blog Depois que você se foi.
Fique a vontade para comentar, então deixe abaixo a sua opinião sincera sobre esse post.
Volte sempre!

Depois que você se foi © . Todos os Direitos Reservados - Por: Gardenya Barbosa.