04/04/2011

Estou Lendo - O Demônio e a Srtª Prym de Paulo Coelho.

Como sempre estou lendo mais um adorável livro repetido, esse eu já li uma vez, mas faz tanto tempo que resolvi ler de novo, como sempre meu querido Paulo Coelho me fez viajar, desta vez fui para a cidade de Visco que é onde vive a Srtª Chantal Prym, e onde o bem e o mal enfrentarão uma grande batalha em 158 páginazinhas (único defeito dos livros do Paulo, são tão fininhos!).

Tá, como eu disse o livro é fininho, bem rápido pra ler, então recomendo pra quem não gosta muito de ficar lendo, ou quem lê muito devagar, assim você não se perde na história, já que tudo acontece em poucas páginas e logo o livro acaba, falo assim por que sou uma viciada em leitura, meu maior prazer é  devorar um conto com 500 ou 600 páginas, entendo que nem todo mundo é assim, mas acho que deveriam ser, porque ler é uma grande terapia.
Falando sobre o livro, sempre achei que o Paulo Coelho foi pesado demais no que escreveu, talvez seja por isso que ele faça tanto sucesso, já li vários livros dele e todos são fortes demais, principalmente quando cita Deus e seus atos, o Demônio e a Srtª Prym é um livro que eu Não Recomendo pra quem seja muito religioso, ou pra quem tenha menos que 18  anos, pais pelamordeDeus, não deixem seus filhos adolescentes e rebeldes lerem esse livro, eu que sou adulta e tenho minha cabeça no lugar (oi?), fiquei um dia inteiro pensando sobre uma frase que li nele:
[...] Todos têm medo de Deus. Todos - inclusive ela - são covardes na hora em que podem mudar o destino. Mas, quanto à verdadeira bondade, essa não existe - nem na terra dos homens covardes, nem no céu do Deus Todo-Poderoso, que semeia sofrimento a torto e a direito, só para que passemos a nossa vida inteira pedindo para que nos livre do mal.
Pensei tanto sobre isso que quase acreditei, mas além de questionar Deus o livro também dá boas lições de moral e de vida, o que é meio que uma característica do Paulo Coelho, no fim é uma leitura boa, a história é incrível.
Boa Leitura
Gardenya

2 comentários so far

  1. Tenho 16 anos e devorei esse livro em uma tarde, fiquei um pouco chateada por vc ter dito que não o recomenda para adolescentes, eu acho justamente o contrário, ele dá uma noção sobre bem e mal pra gente que muda completamente nossa visão do mundo, não só esse livro como vários outros do Coelho. Eu sempre questionei um pouco a religiosidade, mas sei que o mal no mundo não é algo que Deus semeou como o livro diz, mas sim algo que o homem fez. Esse livro me abriu os olhos para certas coisas, como por exemplo, ninguém é completamente bom, ou mal. Todos somos frutos de um passado... Não mudei minhas opiniões sobre Deus, mas sobre o ser humano, sobre a tal bondade do ser humano... Não sei se foi porque eu havia acabado de ler o alquimista então estava em uma ''vibe'' muito boa, mas sei lá... esse livro é muito bom. Eu concordo que pessoas muito religiosas não gostarão, mas adolescentes... acho que é um bom livro pro publico jovem sim... 

    ResponderExcluir
  2. Pensando por esse lado Amanda faz sentido, mas quando eu estava lendo pensei em mim quando era adolescente e em como eu culpava Deus por  tudo e sei lá acho que se eu tivesse lido esse livro teria piorado tudo, o que não quer dizer que todo adolescente é como eu era né.
    Mas concordo com o que você disse.

    ResponderExcluir

Olá seja bem vinda aos comentários do blog Depois que você se foi.
Fique a vontade para comentar, então deixe abaixo a sua opinião sincera sobre esse post.
Volte sempre!

Depois que você se foi © . Todos os Direitos Reservados - Por: Gardenya Barbosa.