04/07/2010

Onicofagia : O terrível hábito de roer unhas

Olá, meu nome é Julia e eu sou colaboradora aqui do blog, irei falar sobre Esmaltes e Cia.
Eu tenho 12 anos, e sou blogueira desde Maio de 2007, quando tinha 9 anos.Atualmente escrevo em 2 blogs e sou colaboradora aqui.
Eu sou estudante, e moro no litoral norte de São Paulo, adoro doces, esmaltes, animais, deixar as coisas mais bonitas, coisas fofas,etc.
Minha paixão por esmaltes começou faz pouco tempo, ano passado, quando parei de roer minhas unhas, sim, eu roía as minhas unhas, e quando parei comecei a amá-las.
E hoje irei falar desse hábito tão comum, que faz mal para as nossas unhas e a nossa saúde.





O hábito


O hábito de roer unhas é conhecido cientificamente como Onicofagia, as pessoas costumam roer/morder as unhas (dos pés ou das mãos) em momentos de ansiedade, tédio, stress ou fome.
As crianças começam a roer as unhas por volta dos 4 anos de idade, mas muita gente com mais idade também tem esse hábito. Algumas pessoas roem as unhas até sangrar, e além das unhas começam a roer a cutícula, a pele em volta da unha, chegando a fazer lesões bem importantes.
Segundo especialistas, roer unhas pode trazer consequências sérias como deformidades e até mesmo a destruição definitiva das unhas, pois caso ocorra algum grande dano na matriz da unha, ela não pode se recuperar mais, mesmo que a pessoa deixe de roê-la.
Há também o problema de infecções bacterianas e virais que podem prejudicar a área do contorno da boca, dos dedos e da cutícula.


O Tratamento


O tratamento da Onicofagia requer acompanhamento psicológico, pois a maioria das causa são principalmente a ansiedade,sendo que roer a unha é o método para aliviar essa ansiedade.
Mas, se o seu caso não for tão grave, você pode parar de roer as unhas seguindo algumas dicas:


- Pinte as unhas sempre, quando suas unhas estiverem bonitinhas você provavelmente ficará com dó de estragar tudo roendo-as.


- Usar alguns produtos como: solução para unhas roídas, fortalecedores,etc, pode ajudar.



Se nada funcionar é bom fazer um tratamento acompanhado de um psicólogo para parar de roer as unhas.


Minha experiência: Eu roía unha, parei, eu usei solução para unhas roídas, mas não funcionou, o que me fez parar de roer as unhas foi a minha força de vontade. Eu sempre via as unhas das outras meninas, todas lindas, grandes e super bem cuidadas, enquanto as minhas eram tão pequenininhas que mal se conseguia ver. Hoje em dia as minhas unhas são grandes e fortinhas, e muita gente (que eu nem conheço) me para para perguntar se são postiças...


Bom, é isso gente, espero que tenham gostado e que o post tenha ajudado vocês...


Vejo vocês no próximo Domingo!


Mais de mim?

9 comentários so far

  1. Sei bem como é! Comecei a roer as unhas desde criança, e só parei agora (aos 17 anos, que vergonha haha). Parei por pura força de vontade, essas soluções nunca fizeram efeito comigo. Mas o esforço valeu a pena, minhas unhas estão super bonitas e fortes! :)

    Super beijo :*
    http://perfmemories.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Soh parei de roer porcausa desse emalte da Avon =D soh por força de vontade nao adiantava mto nao soh conseguia passar umas 5 semanas sem roer e tbm fazer as unhas semanalmente ajuda MUITO, mas quando minha avó me deu esse esmalte da Avon pronto eu nao aguentava mais ficar com a unha na boca entao nem adiantava tentar botar a unha na boca

    ResponderExcluir
  3. A minha mãe colocou pimenta moída , enquanto eu dormia,embaixo das unhas,assim , agradeço a ela, por ter me ensinado a comer pimenta e deixar de roer unha.

    ResponderExcluir
  4. Unhas frageis
    Não se se você sabe mas existem os esmaltes, cremes e removedores da linha Ecrinal da França ,especializada e líder de mercado de tratamento das unhas fragilizadas e deterioradas . ate no caso das unhas roídas, e o único que não sai na agua
    Os produtos não contem acetona, formaldeido, tolueno nem parabeno o que é ótimo. O acabamento e simplesmente glamouroso como a origem do produto, produzido em Mônaco, na Rivieira Francesa .
    consulte os sites ( são sites técnicos e não de venda ) para poder analisar o seu caso adequadamente:
    www.ecrinal.com ( frances e Ingles )
    www.asepta.com ( da França )
    www.asepta.com.br ( no Brasil )
    A Época Cosméticos no Rio, Farmácia Iguatemi em São Paulo e outros têm esses produtos à venda inclusive pela internet (dermexpress, pharmaweb,... )
    Espero ter contribuído de alguma

    ResponderExcluir
  5. Oi Julia
    Amei seu blog,tenho 57 anos e só agora consegui vencer o vicio de roer unhas.coloquei unhas postiças e fui cuidando as minhas,agora estou apaixonada por esmaltes e minhas noras que são minhas  amigas  pintam minhas unhas deixando-as lindas.Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Olá Regina que bom que gostou do Blog, eu tb roía unha, mas parei a 5 anos quando tive minha primeira filha, ela não me dava tempo lembra de roer, e ai um dia eu aranhei ela sem querer e vi minhas unhas pela primeira vez na vida estavam grandes e fracas, mas estavam grandes e eu tive que cortar com cortador de unha, foi o maximo. o esmalte ajuda a fortalecer e não quebrar continue usando sempre que elas vão engrossar e ficar fortes.
    bjão 

    ResponderExcluir
  7. ai, obrigadérrimo pelas dicas... eu sou viciadérrima em roer as unhas, eu estava parando, mas comecei de novo. vou usar essas dicas para parar ( de novo) e nunca mais voltar a roer unhas...  Obrigadão, hem...

    ResponderExcluir
  8. agora eu fiquei com vergonha !!!!essa menina me deu uma lição agora ,que vou tentar parar também,Agora ou nunca hehe...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parrar de roer a unha e assim mesmo, tudo força de vontade, um dia a gente para e logo perde a graça, mas pintar as unhas ajuda muito, mesmo se vc for homem, é bom passar uma base, o gosto da unha fica diferente e a gente perde a vontade de roer!!!

      Excluir

Olá seja bem vinda aos comentários do blog Depois que você se foi.
Fique a vontade para comentar, então deixe abaixo a sua opinião sincera sobre esse post.
Volte sempre!

Depois que você se foi © . Todos os Direitos Reservados - Por: Gardenya Barbosa.