10/03/2010

O meu Primeiro Diário.


Ainda na 5ª série e ainda com 10 anos eu ganhei um diário, meu primeiro diário, foi muito bom escrever o que eu pensava, apesar de que a coisa que eu mais escrevia era o nome do menino que eu gostava o problema foi que eu gostei muito de ter um lugar onde eu podia "falar" até das minhas melhores amigas, já que não dava pra falar mal delas pra elas mesmas.
Eu peguei logo o gosto por escrever minhas coisinhas e sempre depois do jantar eu ia pro quarto escrever, e sempre escondia meu diário no lugar mais seguro do mundo onde ninguém jamais acharia: debaixo do meu colchão!
Um dia cheguei da escola e estava todo mundo (meu pai e minha mãe) olhando de cara feia pra mim, eu nem imaginava o porque, então minha mãe me chamou no quarto e começou a me perguntar um monte de coisas, coisas como o porque de eu escrever coisas tão feias das minhas melhores amigas e quem era o menino que tinha o nome escrito em todas as páginas do meu diário??????
Meu mundo caiu e eu queria morrer, minha mãe, meu pai, quem mais teria lido meu diário ? Os vizinhos ? O papa? Meu deus que foda foi aquilo eu fique uma semana inteira sem falar normalmente quando estava em casa. 
Pensa, todos os seus pensamentos mais sórdidos revelados! Eu adorava minhas amigas, mais elas as vezes faziam coisas que eu não gostava ou não aprovava, sei lá, só sei que eu escrevia, "as vezes", que elas eram umas idiotas, filhas da p@#$, que não sabiam de nada e que eu era mais eu.
Tudo isso foi lido, e eu aprendi que debaixo do colchão não era o lugar mais seguro do mundo, e que queimar diários dentro de casa podia causar um incêndio.

2 comentários so far

  1. Ai que horror que é quando os nossos pais leem os nossos diarios.
    Comigo aconteceu a mesma coisa, eu sempre gostei de escrever e num belo dia... minha mãe tinha lido meu diário inteeeiro, inslucive descobrido que eu tinha perdido a virgindade. Um horror, brigou comigo, me olhou de cara feia, e falou pra tda minha familia.
    Até hoje eu sinto falta de escrever o que eu sinto, pq isso faz mtissimo bem pra alma, mas quando penso que minha mãe pode ir lá e ler novamente, acabo deixando de lado essa vontade. Uma pena neh.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Nossa foi quase a mesma coisa que aconteceu comigo... é um saco, pretendo nunca ler o diario da minha filha, mais sabe lá, os pais são muito protetores acho que é por isso que fazem iisso...

    ResponderExcluir

Olá seja bem vinda aos comentários do blog Depois que você se foi.
Fique a vontade para comentar, então deixe abaixo a sua opinião sincera sobre esse post.
Volte sempre!

Depois que você se foi © . Todos os Direitos Reservados - Por: Gardenya Barbosa.